Escolha uma Página

Como corredores, sabemos que os eletrólitos nos ajudam a reabastecer as energias. Um dos mais comuns? Sódio. Se você não tiver o suficiente, poderá sentir cãibras musculares ou espasmos, perda de energia e náusea.

Além disso, perdemos eletrólitos através do suor, por isso tendemos a compensar adicionando esse composto às nossas dietas. No entanto, exagerar nos alimentos salgados, mesmo que você consuma alimentos saudáveis, pode levar a alguns efeitos colaterais indesejados não apenas pelo seu coração, de acordo com um novo estudo publicado no Journal of Clinical Hypertension, da Universidade de Oxford.

Estudo

No estudo, os pesquisadores checaram os dados do estudo DASH-Sodium, que foi realizado entre setembro de 1998 e novembro de 1999, e analisaram como o sódio afeta a pressão sanguínea. Cada um dos 412 participantes do estudo teve que seguir a Dieta DASH (Sigla em Inglês para Abordagem Dietética para Parar a Hipertensão), rica em grãos integrais, frutas, verduras e laticínios com baixo teor de gordura, ou seguir uma dieta típica ocidental, que inclui muitos alimentos processados, carne vermelha e açúcar.

Todos comeram cada um dos três níveis de sódio (uma média de 1.500, 2.300 e 3.300 miligramas por dia, variando ligeiramente devido ao nível de atividade praticada e peso corporal) em uma ordem aleatória por quatro semanas. Metade dos participantes ingeriram esses níveis de sódio fazendo a dieta ocidental, enquanto a outra metade ingeria esses níveis de sódio comendo os alimentos da Dieta DASH.

Também foi solicitado aos participantes que informassem, caso sentissem alguma tontura em cada nível de sódio ingerido e, em caso afirmativo, se era uma tontura leve, moderada ou grave.

Descobertas

Não houve relação entre a ingestão de sódio e a tontura quando as pessoas comeram a dieta ocidental altamente processada, mas quando elas estavam comendo a Dieta DASH, mais saudável, outro quadro surgiu: Pessoas que comiam mais sódio eram mais propensos a sentirem-se tontas. De fato, 15% das pessoas no grupo de consumo de sódio mais alto sofreram tontura.

A ligação também foi mais forte em pessoas mais jovens e aqueles que eram obesos, segundo o estudo.

Embora os autores do estudo não sejam 100% claros sobre o motivo pelo qual a tontura era comum entre aqueles que estavam na Dieta DASH e que consumiram uma alta quantidade de sódio (já que havia uma série de diferenças entre as duas dietas), eles têm algumas teorias. Uma delas é que uma maior ingestão de sódio pode aumentar a pressão sanguínea em repouso, o que pode causar maiores flutuações quando em pé. O resultado? Sentir-se tonto.

Os resultados podem ser particularmente importantes para os corredores, uma vez que consomem sódio regularmente, e tendem a dar importância à alimentação mais saudável, incluindo os tipos de alimentos comumente associados à dieta DASH.

As descobertas do estudo questionam noções tradicionais sobre o valor do sódio na vida diária das pessoas e destacam como seus efeitos podem variar com base no peso corporal, idade e dieta praticada. A maioria dos brasileiros, por exemplo, consomem bem acima da quantidade diária recomendada de sódio, o que tem efeitos negativos sobre a saúde cardíaca a longo prazo. Muitas vezes, os atletas são expostos ainda mais ao sódio, porque consomem mais calorias para seus regimes de treinamento.

Conclusão

Como resultado, acho que um dos grandes legados deste estudo, é fazer com que todos os adultos, não atletas e atletas, tomem consciência de quanto sódio estão consumindo diariamente e considerem maneiras de reduzir.

Embora o sódio seja necessário para o bom resultado das suas corridas, ingerir em excesso o colocará em risco de problemas de saúde como tontura e pressão alta, ambos problemas são perigosos se não forem controlados.